Fale Conosco agora (41) 99922-1288

Cirurgia Percutânea

Cirurgia Percutânea

Cirurgia Minimamente Invasiva (Percutânea) do Pé:

A Cirurgia Minimamente Invasiva (Percutânea) no pé, é uma técnica cirúrgica realizada através de incisões mínimas com o objetivo de permitir correções de deformidades por meio de tenotomias, osteotomias, exostectomias e capsulotomias.

A técnica, desenvolvida há mais de 50 anos, teve destaque apenas a partir de 1985, nos EUA, com Stephen Isham,1 na década de 1990, na Europa, com Mariano Prado e Pau Golano,2 e em 2002, na França, com o grupo GRECMIP (Groupe de Recherche et d’Etude en Chirurgie Mini- Invasive du Pied ).

É indicada no tratamento de hálux valgus, hálux rígidus, deformidades dos dedos, joanete do 5º dedo, metatarsalgias, neuromas de Morton, pés diabéticos e seqüelas de diversas doenças de acometimento sistêmicos como as doenças reumáticas e também decorrentes de traumas. Outras patologias do retropé como a deformidade de Haglund e a fasciíte plantar, podem ser tratadas da mesma forma. A menor morbidade cirúrgica ocorrida por uma menor agressão de partes moles e exposição óssea, favorece a ocorrências de menor dor pós-operatória e encurta o tempo cirúrgico.

O Instituto do Pé e Tornozelo (INPETO) disponibiliza aos seus pacientes esta técnica cirúrgica, lembrando que existem situações clínicas em que a cirurgia convencional ainda se apresenta como melhor indicação. Para tanto, se faz necessária uma correta avaliação do quadro para determinar, caso a caso, a indicação da técnica percutânea. Esta avaliação se baseia no exame clínico do paciente complementado com exames radiográficos e baropodometria.

1- Avaliação Clínica e Radiográfica

2- Avaliação Baropodométrica Estática

3- Avaliação Baropodométrica Dinâmica

4- Instrumental de Cirurgia Minimamente Invasiva (Percutânea)

5- Técnica Cirúrgica

Caso Clínico 1

Caso Clínico 2

Caso Clínico 3

Bibliografia

1. Isham SA. The Reverdin-Isham procedure for the correction of hallux abducto valgus. A distal metatarsal osteotomy procedure. Clin Podiatr Med Surg 1991;8(1):81-94.

2. De Prado M, Ripoll PL, Golano P. Cirurgia percutanea del pie. Barcelona: Masson 2003.

3. Coughlin MJ,Mann RA,Saltzman CL.Surgery of Foot and Ankle 8 ED 2007.

4. Robinson AHN, Limbers JP. Modern concepts in the treatment of hallux valgus. J Bone Joint Surg [Br] 2005;87-B:1038-45.

5. Vernois J. L’ostéotomie en chevron percutané du premier métatarsien. In:Cyrille Cazeau, editor. Cirurgie mini-invasive et percutanée du pied. Paris: Sauramps médical; 2009;97-104.

6. Lara LC, Ferreira C, Prado F, Pires FA, Scardovelli PL. Tratamento cirúrgico do hálux valgo por técnica percutânea Tobillo y Pie 2014;6(1):vi.

7. De Lavigne C, Rasmont Q, Hoang B. Percutaneous double metatarsal osteotomy for correction of severe hallux valgus deformity. Acta Orthop. Belg., 2011, 77, 516-521.